Durante a Idade Média as pessoas viviam  com medo de perder suas almas para o diabo. Era muito comum escutar que o inferno era um possível destino pós-morte, algo que amedrontava até os mais santos.

Ao longo de nossa história, diversos contos envolvendo as forças malignas surgiram. Conheça 3 dessas histórias:

1 – Jack O’Kent

A ficção sempre nos mostra todos os lados ruins de fazer um pacto com demônios, por outro lado, também retrata alguns personagens que fizeram e tentaram enganar o próprio diabo. Jack O’Kent, supostamente era apenas mais um desses… Sempre pareceu estar por cima quando se tratava de suas negociações com o maligno. Aparentemente, ele fez inúmeros negócios diabólicos.

Certa vez, prometeu uma parcela de um rebanho de porcos para o diabo. O trato era que aqueles com o rabo encaracolado ficassem com O’Kent, enquanto o restante fosse presenteado. Quando chegou o dia de cumprir com o acordo, o homem teria levado todos os porcos para andar em um lago gelado, fazendo com que todos os animais ficassem com o rabo enrolado.

Outra história conta que o homem prometeu metade de sua plantação de trigo ao diabo. Ao pagar sua dívida, pegou todos os grãos para si, dando apenas o restante da planta que não vale para nada. Enfurecido, o diabo teria dito que a plantação de trigo do ano seguinte seria toda para ele, então O’Kent logo plantou nabos. Em seguida, o maligno jurou que a alma do homem iria para o inferno, seu corpo estando enterrado fora ou dentro de uma igreja. Reza a lenda que o corpo do homem foi enterrado metade sob uma igreja, e a outra metade de fora…

2 – Pontes do diabo

Existem muitos contos por toda a Europa, onde relatam que muitas das pontes construídas no local foram feitas pelo próprio diabo. Supostamente, em algumas fases da história europeia, os moradores precisavam atravessar um perigoso desfiladeiro ou rios imensos, mas não sabiam como fazer isso. Era aí que convocavam o diabo para ajudar.

Tinha um preço: Ele construía as pontes em troca da alma do primeiro que ousasse atravessá-las. No entanto, ao concordar com a proposta, a população fazia um animal atravessar primeiro, dessa forma, o diabo saía sem aquilo que pretendia mas deveria aceitar.

3 – São Wolfgang e a Igreja do Diabo

São Wolfgang havia decidido construir uma igreja, mas não sabia ao certo onde deveria fazer isso.

Ele resolveu então que escalaria uma montanha e de lá jogaria um martelo. O local em que ele caísse seria onde a igreja seria levantada. No entanto, percebeu que precisaria de ajuda para construir toda a estrutura. Foi aí que um dos demônios teria aparecido.

O demônio teria pedido a primeira alma a entrar na igreja como moeda de troca por sua ajuda. Wolfgang, curiosamente aceitou a proposta. A igreja estava linda, mas os moradores desconfiavam que tivesse sido construída pelo diabo. Suas linhas não eram combinadas e nem regulares.

Wolfgang começou a ficar preocupado com a proposta que havia aceitado. Mas naquele dia, um caçador estava atrás de um lobo na região. O animal saiu correndo em direção à igreja, então o homem decidiu abrir as portas e prender o lobo lá dentro. O diabo então foi chamado para pegar sua primeira alma viva que entrou na igreja.

 

Fonte: Fatos Desconhecidos