Em uma colina no Kansas, fica uma das casas mais assustadoras da região central dos Estados Unidos, o Castelo Sauer.
As histórias sobre o local são assustadoras, no início, ele era famoso por ser o maior exemplo de arquitetura italiana no estado no século XIX, mas aconteceram muitas histórias macabras no local.

O castelo foi construído entre 1869 e 1871, pelo alemão Anton Sauer, ele morava em Nova York e se mudou para lá depois da morte da primeira esposa.

Um ano depois ele se casou com a viúva Mary Einhellig Messerschmidt, 28 anos mais velha, eles tiveram 5 filhos ao todo, que se juntou aos outros cinco filhos que Anton já tinha.

As mortes começaram, todas elas inexplicáveis. Três das 10 crianças morreram entre a infância e a adolescência e foram enterradas por lá mesmo, e depois apareceram misteriosamente nas janelas do castelo, olhando a propriedade, é possível perceber que não há cemitérios ao redor do castelo, o que levou os investigadores a concluírem que os corpos estão enterrados dentro do castelo.

A mulher de Anton ficou depressiva, após as mortes de duas crianças e se tornou reclusa, no início da década de 1880, ela foi achada enforcada na torre. Anton a enterrou em algum local desconhecido do castelo.

Com sete crianças na casa, o próprio Anton começou a enlouquecer, cinco anos depois aconteceu a maior tragédia: dizem que ele acordou no meio da noite, colocou munição na espingarda e matou todos os que estavam na casa, depois ele se matou.

Atualmente, as histórias sinistras permanecem, e o local permanece completamente fechado até hoje, vizinhos afirmam que luzes são vistas no quintal, além de barulhos de tiro, eles também relataram terem ouvido gritos e choros de crianças.