O Sanatório de Waverly Hills, é considerado um dos locais mais assustadores do mundo, no local morreram mais de 63.000 pessoas, todas vítimas de tuberculose.

Em 1900 aconteceu um surto de tuberculose que atingiu a cidade de Louisville, no estado americano do Kentuck, isso fez com que as autoridades locais providenciassem um hospital, para que os doentes fossem levados.
Em 1910, um sanatório de madeira de dois andares foi inaugurado, ele tinha um edifício principal (onde ficava a administração) e dois pavilhões ao ar livre, com capacidade para 20 leitos para cada pavilhão, esses pavilhões seriam usados para tratamento de pessoas que ainda estavam com a doença na fase inicial.

Com o passar dos dias, os casos de tuberculose só aumentavam, então teve que ser adicionando muito mais leitos, sendo assim, o local chegou a ter 150 leitos, 50 pertenciam ao pavilhão infantil.

Como a manutenção da estrutura de madeira do local gastava muito tempo e recursos, o local não suportaria mais leitos, isso fez com que as autoridades decidissem fazer um hospital maior com 5 andares e com espaço para mais de 400 leitos. O novo hospital foi inaugurado em 1926.
Durante os 17 anos, muitos pacientes passaram pelo local e muitos morreram no local.

Quando colocado estreptomicina em 1943, o número de casos de pacientes com tuberculose diminuiu, até que não houve mais necessidade de um hospital maior. Os pacientes que ainda estavam em Waverly Hills foram enviados para o Sanatório Hazelwood em Louisville. Em 1961 o sanatório de Waverly Hills foi fechado.

Em 1962, prédio foi reaberto com o nome de Woodhaven Geriatric Center, uma espécie de asilo, que tratava desde pacientes com demência, dificuldade de mobilidade até deficiência mental mais grave.
O local foi fechado pelo estado em 1982, eles alegaram que havia tratamentos negligentes aos pacientes.

Em 1983, o prédio foi comprado por 3.000 mil dólares. Os compradores tinham a intensão de convertê-lo em uma prisão, mas isso não foi concluído, pois houve muitas reclamções dos vizinhos. Então foi proposto converter o hospital em apartamentos, mas dificuldades financeiras não deixaram o projeto sair do papel.

Em 1996, Robert Alberhasky comprou Waverly Hills e a área circundante com a intensão de reformar o prédio e construir no topo a maior estátua de Jesus Cristo do mundo, com mais de 46 metros de altura, além de transformar o local em uma capela. O plano não deu certo porque o dinheiro arrecadado com os fiéis foi muito pouco.

Finalmente em 2001, Waverly Hills foi vendida para Tina e Charlie Mattingly, sabendo que milhares de pessoas perderam suas vidas no local enquanto ele foi um hospital e depois asilo, eles resolveram transformarar o local em uma casa assombrada, com isso eles ganham dinheiro com os ingressos vendidos que cobram para as pessoas e as diversas equipes de caça fantasmas que visitam o local.

O sanatório foi construído no alto de uma colina, para os médicos, enfermeiros e fornecedores pudessem subri com segurança, foi construído um túnel com 150 metros de comprimento que leva da base da colina até o hospital. Havia um conjunto de trilhos e um carro movido por um sistema de cabo motorizado para que suprimentos pudessem ser facilmente transportados para o topo por esse túnel, e a cada 100 metros havia dutos de ar que iluminavam o local.

Os tratamentos no hospital eram feitos com lâmpadas de calor, ar fresco e água, já que não existia um remédio na época para a cura da doença. Mas como a doença a cada dia atingia mais pessoas, foram mortos muitos pacientes por dia, eles então colocavam os corpos no carrinho que levava os suprimentos pelo túnel. Os carrinhos com os corpos desciam pelo túnel, até o carro de funerária que esperava na base.

Hoje em dia, esse túnel é um lugar onde são registrados vários fenômenos paranormais.

 

Os fantasmas:

No 5º andar, do hospital ficavam os leitos das crianças vitimas da tuberculose, tinha também um terraço chamado de Solarium, onde as crianças podiam brincar sem sair do hospital. Entre todas as crianças estava Timmy, um menino que morreu aos dez anos e que gostava muito de brincar com as bolinhas que ficavam no Solarium. Depois de morto, as bolinhas se mexiam ou eram lançadas como se um fantasma as jogasse, isso deixava as enfermeiras e demais crianças do local assustadas. A série Ghost Hunters fez uma visita ao local e registrou uma assinatura térmica que acreditam ser de Timmy. Em outra visita, a equipe deixou uma bola de futebol no corredor e ela foi chutada por 5 metros.

O primeiro caso de manifestação de fantasmas no sanatório, aconteceu com duas pacientes que dividiam o mesmo quarto quando Jane An morreu, Elizabeth começou a “delirar” dizendo que conversava e via todos os dias a companheira de quarto morta. Tempo depois, Elizabeth também morreu e outros pacientes viam as duas passeando pelo corredor do quarto 418.

Um dos médicos, responsável pela área cirúrgica do hospital, Joseph Cottons, viu vários médicos e pacientes morrerem. Ele começou a achar que tinha descoberto a cura ou, pelo menos, uma forma de diminuir a dor dos doentes: Devido ao inchaço dos pulmões, as costelas eram pressionadas, causando dor e muitas vezes, por conta da fragilidade dos órgãos a perfuração dos mesmos. Joseph achou que serrando as costelas dos pacientes esse sofrimento cessaria. A anestesia nas décadas de 20 e 30 não era considerada eficaz, muitos morriam durante as cirurgias. Após a morte de Joseph, no corredor do 4º andar (onde fica a sala de cirurgia), os atuais zeladores do lugar já viram um homem usando um jaleco branco. Esse vulto toma a forma de uma sombra disforme que vai tomando o lugar até escurecê-lo por completo. É o fantasma mais ativo e violento do sanatório, já que ele se manifesta batendo nas paredes ou jogando objetos.

A enfermeira do Waverly Hill Sanatorium, engravidou de um médico casado, ela foi encontrada pendurada pelo pescoço no quarto 502. Dizem que ela se matou, mas alguns dados dizem que ela sofreu um aborto (muito) mal sucedido feito pelo pai da criança que esperava. Para que o caso não viesse a tona e, assim, destruísse sua carreira, o médico montou a cena do crime para que parecesse mesmo um suicídio. Desde então Mary vaga pelo sanatório tentando dizer como morreu realmente.

 

Fotos tiradas no local, onde dizem ter fantasmas:

 

Um dos documentários mais conhecido, é o “The Ghosts of Waverly Hills Sanatorium”, produzido pela produtora Spooked. Foi exibido no canal Syfy em 2006 e foi todo filmado no local, ele mostra diversas fotos e vídeos interessantes capturados no local. Assista um vídeo do documentário:

 

O local foi bastante investigado por equipes de caçadores de fantasmas, como “Ghost Hunters”, abaixo vocês assistem um vídeo legendado, da visita deles ao local:

 

Existe um filme chamado “O Túnel da Morte” de 2005, que foi baseado em eventos que ocorreram no sanatório.

Assista o trailer do filme:

 

O local pode ser visitado, as pessoas pagam U$ 22 por 1 hora. O local também pode ser alugado por até 8 horas a noite para grupos de caçadores de fantasmas, sendo que cobram U$ 100 por pessoa.