A história do novo filme da franquia é a seguinte: Os detetives Sean e David Carter estão em um caso para encontrar um macabro assassino em série que aterroriza uma cidade. Unindo forças com a detetive Christine Egerton, eles investigam a fundo um labirinto espiral de horror que pode não pertencer a este mundo.

Hellraiser sempre foi uma das maiores franquias de filmes de terror. Com sua ótima abordagem de sadomasoquismo, e com um dos maiores ícones do mundo do terror, Pinhead. Confesso que não assisti ao último lançado, ”Hellraiser: Revelations”, pois o trailer não havia me convencido nem um pouco. Mas eis que decidi dar uma chance para este novo filme do nosso tão querido Pinhead, e fica a pergunta, valeu a pena ter dado essa chance? Infelizmente, não.

O filme abre com uma cena sem muitas explicações, onde o julgamento de um homem está acontecendo pelas mãos do Auditor. A cena é bem mal feita e falha na tentativa de conseguir causar repugnância ou nojo no espectador, de tão mal feita que é. Isso deve se dar ao orçamento do filme, que foi bem baixo, e isso fica claro em, basicamente, todas as cenas, principalmente as cenas de tortura. Mas tudo bem, o diretor tenta fazer o que pode com o orçamento que tem.

Sobre os atores, são atores amadores, isso fica claro. Nenhum deles consegue transmitir um mínimo de emoção nas cenas que estão, pelo menos na parte dos humanos. Já pela parte dos Cenobitas, não tem muito o que reclamar, pois eles não precisam de muito carisma para serem ameaçadores. Gary J. Tunnicliffe é um dos poucos que faz bem o seu personagem, interpretando o Auditor.

As cenas de investigação criminal são a pior coisa do filme, sendo muito tediosas e desinteressantes. O roteiro é um tanto é bem fraco, ele traz algumas novas ideias interessantes, como o julgamento, mas a forma como ele desenvolve essas ideias é chula. Pinhead fica meio que como secundário, ele não aparece muito, o que tornou o filme mais difícil de assistir. Realmente, o orçamento pesou bastante na qualidade, porém creio que ficaria ruim de qualquer jeito, pois o roteiro não é bom.

 

Resumindo, o novo ”Hellraiser” é entediante, mal realizado e não utiliza bem do principal da franquia, o Pinhead. Talvez se você gostou de todos os Hellraiser, você vá gostar deste aqui, senão passe longe.

Nota: 3.3