A história do filme é a seguinte: Depois de receber uma garantia para a sua tese de pós-graduação, Elizabeth Benton (Melanie Papalia) se cadastra em um site de vídeo-chat conhecido como The Den, com a missão de explorar os hábitos de seus usuários. Durante um de seus bate-papos aleatórios, Elizabeth assiste horrorizada o assassinato cruel de um adolescente na frente de sua webcam. Enquanto a polícia rejeita a hipótese e a considera como uma brincadeira viral, Elizabeth acredita que o que ela viu é real e toma para si a responsabilidade de encontrar a verdade. Sua segurança rapidamente fica fora de controle quando ela é puxada para os recantos mais sombrios da internet. E, eventualmente, Elizabeth encontra-se presa em um jogo destorcido em que ela e seus entes queridos estão rumo ao mesmo destino terrível da primeira vítima.

Devo dizer que desde quando eu ouvi falar deste filme eu tive interesse nele. A ideia é super interessante, imagina se você tiver num desses sites de comunicações via webcam e você acaba presenciando um assassinato? Achei super interessante a premissa, então, resta saber se ela foi bem executada. Infelizmente, a ideia em si não foi tão bem executada quanto eu pensei que seria, o filme tem a duração de apenas 76 minutos, perdendo muito do que poderia ter oferecido, desenvolvendo mais a ideia.

Os primeiros 20 minutos são apenas conversas via webcam, o que pode afugentar alguns. Também o fato de o filme ser gravado apenas pelas webcams pode ser um problema, confesso que, para mim, foi em alguns momentos, mas também foi bem útil em outros, então fiquei nesse meio termo.

Sobre os atores, nenhum chama a atenção. Eles entregam uma interpretação decente, porém não chamativa, dado o pouco aprofundamento em seus personagens. A atriz principal, Melanie Papalia, entrega uma boa atuação, conseguindo transmitir todas as emoções necessárias para a personagem, como medo e preocupação. Ela já apareceu em dois outros filmes do gênero, como ”A Face da Morte” e ”Extraterrestrial”.

Mesmo tendo falta de desenvolvimento, o filme é muito interessante, principalmente pelo fato de parecer MUITO REAL. Essas coisas podem acontecer com você, e isso assusta pra caramba se pensar a respeito. Se você já acessou a Deep Web, sabe do que estou falando. Ah, e devo também mencionar o que o assassino do filme, principalmente a sua máscara, são legais e funcionam. O final do filme também esclarece algumas perguntas que o espectador faz a si mesmo e é satisfatório.

Resumindo, ”The Den” tem falhas, como o seu pouco tempo de duração -que faz as coisas acontecerem rápido demais-, mas é um filme que quanto mais você pensa a respeito, mais assustador fica.

Nota: 8.0