O documentário ‘Hostage To The Devil, que já está diponível na Netflix, investiga a vida do padre exorcista Malachi Martin, autor do livro homônimo lançado em 1976. Martin morreu após cair em seu apartamento em 1999 e sofrer uma hemorragia cerebral.

Depois de mais de 5 anos de produção, o diretor Marty Stalker fez um filme que examina questões antiquíssimas sobre a existência do Diabo e o debate sobre o bem versus o mal, durante toda a vida de um polêmico padre jesuíta irlandês, Pe Malachi Martin.

Na Irlanda, no Vaticano e em Nova York, usando entrevistas em primeira pessoa com especialistas paranormais, incluindo Lorraine Warren, Ralph Sarchie e John Zaffis, além de dramáticas reconstruções, imagens de arquivo e as próprias palavras de Martin, Em uma viagem através de uma vida extraordinária; Marcado por batalhas contra o Vaticano, escândalo, contenção e acima de tudo, uma crença profunda e abrangente na teoria e prática do exorcismo.

O documentário traz uma polêmica entrevista com um ex-agente da CIA, Robert Marrow, amigo próximo do padre, que afirma que após a queda, o religioso ainda consciente, lhe teria dito que uma força invisível o teria empurrado.

Marrow regularmente levava o padre para os lugares dos exorcismos. Mas o pior teria sido em 1999, no caso de uma garota de quatro anos, em Connecticut.

“Quando o padre entrou na casa, a menina acordou e disse: ‘Então você é Malachi Martin e você acha que pode ajudá-la!’. Como agente da CIA foi a coisa mais perturbadora que eu já vi em toda a minha vida”, concluiu Marrow.

O filme explica, em detalhes gráficos, o processo e os resultados do exorcismo, concentrando-se no horroroso estudo de caso de uma menina de quatro anos – a consulta final de exorcismo do Padre Martin antes de sua morte em circunstâncias suspeitas.

‘Hostage To The Devil’ convida o público a tirar suas próprias conclusões a respeito de Satanás, exorcismo e o homem que descreveu tudo isso como “um embate titânico de vontades que ameaça a vida, a sanidade, e até mesmo as almas de todos os presentes.