Confira os lançamentos da semana na Netflix.

02/11

Filme: O Caso Collini

Sinopse:

“O jovem advogado Caspar Leinen é contratado para fazer a defesa de um caso incomum: Fabrizio Collini, um trabalhador sem precedentes criminais desde 1970 que, supostamente, assassinou o rico industrial Hans Meyer em uma suíte de hotel em Berlim. Enfrentando um rival que nunca perde casos, Caspar se envolve em um dos maiores escândalos judiciais da história alemã e oculta uma verdade que pode mudar tudo.”

04/11

Série: Na Cola dos Assassinos

Sinopse:

“Acompanhe os esforços das equipes de investigação que precisaram resolver casos horripilantes de assassinatos em série.”

05/11

Filme: Yara

Sinopse:

“O filme é baseado em uma história real. O assassinato de Yara Gambirasio, de 13 anos, choca a pequena cidade de Brembate di Sopra, na Itália. Para levar o culpado à justiça, a promotora Letizia Ruggeri tem apenas uma pista tênue – um pedaço de DNA que não ajuda muito sem um banco de dados para compará-lo.”

05/11

Minissérie: Assassinato do Primeiro-Ministro

Sinopse:

“Assassinato do Primeiro-Ministro” é uma interpretação fictícia de como Stig Engström, o designer gráfico suspeito do assassinato do primeiro-ministro sueco Olof Palme, conseguiu enganar a justiça até sua morte com uma combinação de audácia, sorte e uma equipe de investigação confusa. O que sabemos sobre Stig Engström? Como a polícia o deixou escapar, mesmo sendo suspeito? O assassinato não foi bem planejado. Engström cometeu vários erros desde o início e praticamente ninguém acreditou nas mentiras sobre seu paradeiro na fatídica noite de 1986 na capital da Suécia, Estocolmo.”

05/11

Minissérie: Onde está Marta del Castillo?

Sinopse:

“Marta del Castillo, uma jovem sevilhana de 17 anos, encontrou-se com Miguel Carcaño, com quem mantinha uma relação. Ela nunca mais voltou para casa. 20 dias após o desaparecimento, a Polícia encontrou provas que desencadearam uma onda de detenções. Cinco arguidos, sete versões diferentes do assassino confesso, duas sentenças contraditórias, um arguido por ocultação e o corpo da vítima sem aparecer. Doze anos depois, o documentário analisa um dos casos mais paradigmáticos e inusitados do país.”